Oradores 2016

Marta_Gabriela_OliveiraMarta Gabriela Oliveira, APDMGPComo se nasce em Portugal? Apresentação dos resultados do inquérito Experiências de Parto em Portugal 10h30

Mulher, Mãe e cidadã activa, enfermeira de profissão. Exerce enfermagem em cuidados de saúde primários e dedica-se a áreas como saúde materna e infantil, saúde integral, parentalidade, direitos humanos e parto/nascimento respeitado. Desde que foi mãe, num parto com recurso a água, tem vindo, em conjunto com outras mulheres, a defender os direitos humanos na gravidez e parto. Sonha que todas as mulheres e famílias sejam cada vez mais conscientes e informadas, apoiadas nas suas decisões e respeitadas na sua dignidade. Que os bebés possam desenvolver-se e nascer de forma mais saudável possível, rodeados de amor, respeito e alegria.

 

Érica_Lopes_RuivoÉrica Lopes Ruivo, APDMGPComo se nasce em Portugal? Apresentação dos resultados do inquérito Experiências de Parto em Portugal 10h30

Mulher, mãe, filha, esposa, neta, enfermeira de profissão e estudante da especialidade de Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica ou simplesmente aprendiz de Parteira. Ativista por natureza, é movida pela paixão pelo nascimento e reconhecimento do poder transformador que este pode ter na vida das mulheres, dos seus filhos e, em última análise, de toda a humanidade. É com sentido de missão que integra a equipa da Associação Portuguesa dos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto.

 

 

 

 

Mark_Harris_2Mark Harris, Birthing AwarenessO pai – a dança do masculino e do feminino no parto* 11h45

Mark Harris conduz o workshop chamado Parto, para Gajos, dirigido a homens que se estão a preparar para ser pais. Tornou-se parteiro acreditado em 1994 e é também hipnoterapeuta e formador em Programação Neurolinguística (PNL). Ele próprio proveniente de uma família numerosa, Marc Harris tem 6 filhos e 6 netos. É autor do livro Men, Love & Birth.

* Em inglês, com tradução para quem necessitar

 

 

Fátima_Marques (2)Fátima Marques, APDMGPO Ponto de vista do bebé: a viagem essencial – 18 meses juntos
14h00

Fátima Marques em formação em Massagem Biodinâmica, Constelação Familiar, Psico-Energética e Gestalt. Trabalha há 19 anos com estas técnicas e interessa-se particularmente pelas dinâmicas ocultas dos relacionamentos e pelo potencial curativo de as trazer à luz. É fundadora dos projetos Saúde para Todos e Co.mover.se. No seu trabalho, tem vindo a compreender cada vez mais a importância da gravidez e do parto para a saúde física e emocional da família.

 

 

Sandra_CunhaSandra Aranha Cunha, Associação Projeto Artémis Quando a gravidez termina num colo vazio 14h45

Sandra Cunha é licenciada em psicologia com especialização na área da Saúde, pela Universidade Lusíada do Porto (2004). Desde 2005 que desempenha funções na área da Perda Gestacional, na Associação Projeto Artémis. Presidente da Associação Projeto Artémis desde 2011. Formadora na área da Psicologia em diversas instituições. Tem participado em diversas conferências sobre Perda Gestacional, nacionais e internacionais.

Mães_d'ÁguaInês Anjo, Mães d’Água – Parto na Água em PortugalNascer na Água? 15h30

Inês Anjo participa em Nascer em Amor na sua qualidade de cidadã, em representação do movimento cívico Mães D’água – Parto na Água em Portugal. É uma de muitas mulheres que, desde Junho de 2014, estão empenhadas em exercer o seu direito de cidadania e participação civil, com o objetivo de alterar o modo como a opção de parto na água é vista nos serviços de obstetrícia em Portugal. O parto na água é uma prática que, em diversos países de todo o mundo, está inserida nos sistemas de saúde. Uma alteração na assistência ao parto normal que é necessária e urgente.

A Associação Portuguesa pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto (APDMGP) é uma plataforma de diálogo e cooperação entre profissionais de saúde, terapeutas, doulas e famílias, com base na defesa dos direitos humanos no parto. Para conhecer melhor o trabalho da APDMGP, visite o site.

 

Anúncios