Programa 2017 | Program 2017

18 FEVEREIRO 2017 | CASA DAS HISTÓRIAS PAULA REGO (CASCAIS, PORTUGAL)

MELHOR NASCIMENTO, PARA TODOS BETTER BIRTH, FOR ALL

9am Registo e receção Registration and welcome

9.30am Abertura Opening session [Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais; Elisabeth Geisel, ENCA Coordinator; Sara do Vale, Presidente APDMGP]

10am Escolha do local do parto: todos europeus, todos iguais? Choosing the place of birth: all European, all equal? [Mário Santos, CIES / APDMGP]

11am Coffee break | networking

11.30am Melhorando a saúde materna através do parto vaginal depois de cesariana – resultados inéditos do estudo OptiBIRTH Improving maternal health through vaginal birth after caesarean – OptiBIRTH study results  [Prof. Cecily Begley, Trinity College Dublin]*

13.00pm Almoço livre Lunch break

2.30pm A cultura do parto no Reino Unido – meio século em perspetiva Birth Culture in the UK – a perspective through half a century [Beverley Beech, AIMS UK]*

3.30pm Melhores começos – recebendo o bebé Better beginnings – welcoming baby [Dra. Graça Gonçalves, Amamentos]

4.30pm Coffee break | networking

5pm Workshop Plano de Parto Birth Plan workshop [Maria Pereira, Mariana Torres, Raquel Cajão e Sara do Vale, APDMGP]

6.00pm Encerramento Closing session

* Intervenções em inglês In english (all other, in portuguese)

Este programa pode ainda sofrer alterações This program might still undergo changes

 

Conhece os oradores Meet the speakers

Lê um resumo das intervenções Read a summary of the communications

Como vai ser o workshop Plano de Parto? How is the birth plan workshop going to be?

Inscreve-te / Subscribe

No seu segundo ano de atividade, 2016, a Associação Portuguesa Pelos Direitos da Mulher na Gravidez e Parto promoveu o primeiro encontro Nascer em Amor, no Centro Cultural de Cascais, com lotação esgotada; realizou a campanha e exposição ‘Desejos para o parto – cidadãos dão o rosto pelo parto em Portugal’, dando voz a profissionais e famílias; integrou a ENCA (European Network of Childbirth Associations) e participou no encontro anual desta, em Berlim, sob o tema da ‘Violência obstétrica’, em que partilhou com as organizações congéneres o relatório nacional relativo a 2015, trocou experiências e aprendizagens, alinhou estratégias para o futuro e trouxe o compromisso de organizar o encontro de 2016; representou Portugal no lançamento da Midwifery Unit Network, desenvolveu o projeto ‘Lua de Leite – Cuidados Pós-parto Domiciliares’, que foi finalista no concurso FAZ-IOP, da Fundação Calouste Gulbenkian; desenvolveu também o projeto ‘Café das Famílias’, que obteve o 3º lugar no Concurso de Ideias e Negócios Cascais, na categoria ‘Empreendedorismo Social’; lançou o Plano de Parto Domiciliar, integrado no Plano de Parto-tipo; disponibilizou uma carta-tipo para apoiar as famílias no exercício do direito legalmente consagrado da parturiente a ter acompanhante durante uma cesariana; trouxe para Portugal o Positive Birth Movement; lançou um blogue que difunde mensalmente textos sobre as questões da gravidez e parto; continuou a divulgar as últimas evidências científicas relativas aos cuidados de saúde perinatal, através da página de Facebook da Associação e de resposta a pedidos e contactos de órgãos de comunicação social. Continuámos igualmente a advogar pelos direitos das mulheres na gravidez e parto junto de decisores políticos e a apoiar as famílias que se nos dirigem com pedidos de esclarecimento e/ou ajuda. Por último, iniciámos a participação no InterOVO – rede de Observatórios de Violência Obstétrica. 2017 trará a concretização de alguns projetos iniciados em 2016, dos quais oportunamente e com prazer daremos conta. Ao participar no Encontro Nascer em Amor, estás a apoiar o trabalho da APDMGP. Conhece aqui  outras formas de apoiar o trabalho da Associação.

Anúncios